top of page

Você pode estar usando a resistência elétrica errada no aço P-91? Veja os erros fatais que podem comprometer suas soldas!

Atualizado: 7 de jun.

Se você trabalha com soldagem de aço P-91, atenção: o uso inadequado de resistências elétricas pode comprometer gravemente a integridade das suas soldas. Neste post, vamos mostrar alguns erros fatais associados ao uso de resistências elétricas senoidais e por que essa prática é tão perigosa.


Aprenda como escolher a resistência elétrica correta e garantir a qualidade e segurança do seu trabalho, seguindo as normas internacionais e as melhores práticas do setor. Não deixe que um simples erro arruíne seu projeto - continue lendo para saber mais!



FCP-pad-Heater

O que é o aço P-91 e por que o tratamento térmico é crucial


O aço P-91, contendo 9% de cromo e 1% de molibdênio é amplamente utilizado em aplicações industriais onde se requer resistência mecânica em trabalhos em alta temperatura, como tubulações de Power piping e caldeiras.


O P-91 exige um tratamento térmico rigoroso, especialmente durante o pré-aquecimento e o tratamento térmico de alívio de tensões (PWHT). Seguir as normas da ASME B31.1, ASME B31.3, ASME B31.P, ASME I e ASME VIII, AWS D10.10/D10.10M é essencial para garantir a integridade estrutural e a vida útil das soldas e equipamentos.


Problemas das resistências senoidais no tratamento térmico


As resistências senoidais não são aceitas por órgãos internacionais como a AWS (American Welding Society) e a ASME (American Society of Mechanical Engineers).


A principal desvantagem dessas resistências é a distribuição desigual de calor, resultante de sua construção com espaços entre as senoides. Isso causa pontos frios e quentes, comprometendo a uniformidade térmica necessária uma vez que gera tensões térmicas elevadas e inadequadas.

Aço- P-91- png

Pontos frios e quentes


A presença de pontos frios e quentes na peça de trabalho pode resultar em tensões internas elevadas e falhas estruturais. Pontos frios podem impedir o alívio adequado de tensões, enquanto pontos quentes podem causar superaquecimento localizado, prejudicando a microestrutura do aço P-91. Este problema é especialmente crítico em todos os tratamentos térmicos localizados, onde a uniformidade do aquecimento é vital.


Falta de uniformidade térmica


Conforme a norma AWS D10.10/D10.10M e ASME B31.P, a uniformidade térmica durante o pré-aquecimento e o tratamento térmico de alívio de tensões (TTAT/PWHT) é crucial. As resistências senoidais não atendem a esses requisitos, o que pode comprometer a integridade da solda. A ASME B31.1, B31.3, ASME I e ASME VIII também enfatiza a importância de um aquecimento homogêneo, recomendando o uso de resistências que garantam essa uniformidade.


A solução: Resistências esteiras flexíveis (FCP)


Para evitar os problemas associados às resistências senoidais, a utilização de resistências do tipo esteira flexível (FCP - Flexible Ceramic Pad Heaters) é obrigatória. Estas resistências proporcionam um aquecimento homogêneo, eliminando pontos frios e quentes, e são aprovadas por normas internacionais. As esteiras flexíveis garantem um controle preciso da temperatura, essencial para um tratamento térmico eficaz no aço P-91.


Aço P-91-resistência-png

Controle de Temperatura e Monitoramento eficaz


Para garantir o sucesso do tratamento térmico, é essencial um controle rigoroso da temperatura, monitorado por termopares. As especificações exigem que a quantidade de calor fornecida pelas resistências elétricas seja precisa, assegurando que a junta soldada e as áreas afetadas termicamente atinjam o relaxamento necessário e a estrutura metalúrgica desejada.


O monitoramento correto garante a distribuição correta das tensões e previne falhas catastróficas que podem surgir durante a fabricação ou a operação do equipamento.


VEJA TAMBÉM



Conclusão


O uso inadequado de resistências elétricas do tipo senoidais para o tratamento térmico do aço P-91, além de ser uma violação normativa, pode levar a falhas estruturais devido à distribuição desigual de calor. Portanto, seguir as normas internacionais e optar por resistências esteiras flexíveis é crucial para garantir a qualidade e segurança das soldas e dos componentes industriais.


Adotar as melhores práticas de tratamento térmico não só assegura a conformidade com os requisitos de projeto, mas também aumenta a vida útil e a confiabilidade das estruturas em serviço.


Para mais informações e detalhes técnicos sobre os procedimentos de aquecimento e tratamento térmico, entre em contato com um dos nossos especialistas . Ficou curioso sobre nossas operações? conheça nossos serviços e produtos aqui.


Comments


Contato

Nós da Tecnotrat estamos à sua disposição para atender a sua necessidade.

 

Conte conosco como sua parceira em toda a fase do seu projeto, desde o planejamento até execução.

Para trabalhar com a gente, basta preencher o formulário ou entrar em contato por telefone ou e-mail.

 

Aguardamos o seu contato.

Obrigado! Mensagem enviada.

whas.png

WhatsApp: (11) 4619 8490

contato@tecnotrat.com.br

WhatsApp: (11 ) 99164 4494

 

Rua Aparício Corrêa de Godoy, 284

Pólo Industrial Itapevi - SP

CEP 06693-805

bottom of page